COMO DAR OS PRIMEIROS PASSOS?

510

Quando temos um objetivo na vida, que focamos nele, ficamos a pensar em como dar os primeiros passos para alcançar o que queremos. Em nosso cérebro passa um turbilhão de pensamentos que nos impulsiona para a trajetória ou nos inibe imediatamente de segui-la.

Convido você a fazer uma viagem pelo tempo e visualizar a sua infância. Você aprendendo a dar seus primeiros passos e um ser superior que te convida para levantar:

“Vem, levanta e anda!”.

6

“Ordenou-lhe Jesus: Levanta-te, toma o teu leito e anda”. (João 5,8)

Colocando forças em suas pernas, segurando em algo ou no seu próprio treinador, você confia que está seguro e levanta. Logo você percebe que já consegue levantar sozinho, sem procurar se apoiar em algo ou alguém. Dá seus primeiros passos, vai cambaleando e cai. Assim nas suas primeiras tentativas, levanta e cai, cai e levanta. Seu cérebro aprende por repetição.

Algumas crianças levantame disparam a correr. Cada qual no seu tempo! Umas andam com menos de um ano e outras demoram mais.A pessoa tem seu jeito e seu tempo de dar seus primeiros passos!

Mas porque algumas crianças ficam temerosas para andar e outras disparam a correr? Porque algumas pessoas ficam temerosas de ir ao encontro com seu objetivo e outras correm atrás do que querem?

De acordo com estudiosos, o cérebro é único e perfeitamente adaptado a cada indivíduo, ou seja, os cérebros humanos são diferentes entre si. Pois, dependendo de como usamos nosso cérebro, da nossa experiência de vida, do nosso conhecimento acumulado, desenvolvem-se funções cognitivas: percepção, linguagem, atenção, memória e funções executivas.

 O cérebro recebe e filtra informações, controla o que pensamos e sentimos. Controla nossos movimentos.

nova-imagem-11

Partindo disto, diria que nós devemos estimulá-lo com pensamentos positivos. Quanto mais estimularmos nosso cérebro, maisas redes de neurônios vão desenvolver. Quanto menos estimularmos, mais irão desaparecer.

Assim, quando uma pessoa estimula seu cérebro libera dopamina, uma substância que te motiva a agir em direção as metas, desejos e necessidades.Então você levanta, anda e corre. Quando há um baixo nível de dopamina, acontece a procrastinação, autodúvida e falta de entusiasmo.

nova-imagem-12

“É preciso considerar que o homem não é um organismo acabado. Seu cérebro continua em constante evolução biológica adequando-se sempre a novas circunstâncias, e em busca do equilíbrio”.

(SCHMIDEK, CANTUS, 2008)

Todos nós temos um potencial ainda não explorado em nossa mente. Então treine o seu cérebro para querer:

Fixação de meta

Conversa interna

Controle da respiração

Fixação de meta: raciocine, planeje, foque. Tenha uma conversa positiva consigo mesmo. Controle sua respiração.

O bebê fixa-se na meta. Raciocina: “O que eu quero? Onde está?”. Ele planeja: “como vou fazer? Levantar? Engatinhar? Vou por aqui ou por ali? Até onde quero chegar?”. Conversa sozinho. Controla sua respiração! Alguns deles até se ouve o suspiro!

Quando você fixa a meta, envia informação do que quer para o cérebro. Quando conversa elimina o medo. Quando controla a respiração, envia oxigênio ao cérebro e relaxa.

O melhor lugar para aprender a controlar o medo esta no treinamento de campo de batalha. Dos 140 candidatos que iniciam o curso, de acordo com pesquisa, cerca de 36 chegam ao final. O mais interessante é que nem sempre os candidatos fisicamente mais hábeis concluem o treinamento. Às vezes aquele rapaz magrinho pode te surpreender!

Certa vez uma coachee disse-me que não conseguia executar o seu planejamento do dia. O medo de não conseguir, de não ser capaz era maior do que a vontade do querer. Então percebi que ela tinha dificuldades de tarefas extensas. Logo as dividi em etapas:

  1. Tarefas do acordar até o almoço: Vou conseguir. Eu posso!
  2. Tarefas do almoço até o jantar: Vou conseguir. Eu posso!
  3. Tarefas do jantar até a hora de dormir: Vou conseguir. Eu posso!
  4. Hora de dormir: reflexão do dia!

Esta coachee é exatamente aquela criança que para andar passou de etapa por etapa:

  1. Forças nas pernas: Vou conseguir. Eu posso!
  2. Levanta: Vou conseguir. Eu posso!
  3. Anda: Vou conseguir. Eu posso!
  4. Hora de dormir: Consegui, amanhã vou melhorar, porque quero ir mais rápido, quero correr!

O cérebro para ser estimulado, deve ser desafiado, reestruturado a todo o tempo nas suas potencialidades. Uma das técnicas para reestruturar o cérebro é dar significado as coisas, importância a elas. Neurocientistas afirmam que 5% das nossas ações são conscientes e 95% são inconscientes. Tudo que realizamos é consciente, mas no tempo de 21 dias para o processamento das informações no cérebro, dependendo do significado que damos a elas, direcionamos a memória de curto prazo, memória dos procedimentos e memórias inesquecíveis.

Você pode em 21 dias receber estas informações no consciente e levá-las para o inconsciente, onde elas tornar-se-ão memórias dos procedimentos, ou seja, não esqueceremos jamais.

Vamos aprender a dar seus primeiros passos novamente, dando significado às informações que chegam ao seu cérebro?

Guarde na sua memória a palavra abaixo utilizando uma técnica de memorização muito comum.Trata-se da técnica mnemônica denominadaacrônimo.Palavra que se forma pela junção das primeiras letras ou das sílabas iniciais de um grupo de palavras:

PRIMEIROS

  1. P-PASSOS
  2. R- RESPONSÁVEL
  3. I- IMPRUDENTE
  4. M- MEDO
  5. E- EXPERIÊNCIA
  6. I-INTELIGÊNCIA EMOCIONAL
  7. R- RESULTADO
  8. O- ORGASMO
  9. S- SUCESSO

 

  1. P- PASSOS: aqui você fixou a meta, teve uma conversa interna e controlou a respiração;
  2. R- RESPONSÁVEL: percebeu que é responsável pelos seus atos, que suas células nervosas respondem a estímulos que você as envia;
  3. I- IMPRUDÊNCIA: você aprendeu que como criança você tem regras e limites. Que uma falta de conduta pode colocar tudo a perder;
  4. M- MEDO: precisa respirar pausadamente para enviar oxigênio para o cérebro e eliminar o medo.
  5. E-EXPERIÊNCIAS: nossas experiências de vida, nosso conhecimento acumulado, desenvolvem funções cognitivas;
  6. I-INTELIGÊNCIA EMOCIONAL: identifique suas emoções e aprenda a lhe dar com elas;
  7. R-RESULTADO: resposta das etapas acima;
  8. O- ORGASMO: aqui a dopamina é liberada e você tem a sensação de êxtase. Aqui você sente a vida extraordinária;
  9. S- SUCESSO: vida plena.

 E como é viver plenamente?

Tema da nossa próxima edição.

Adriana Kally – Filósofa, Coach Professional and Personal, Palestrante.

 

Comments

comments