Meu FILHO, o MILAGRE!

549
a silhouette of a happy young boy child running into the arms of his loving mother for a hug in front of the sunset in the sky.

Eu estava na calçada com os meus dois filhos e a secretária.

Limpava os matos crescidos enquanto conversava com o meu filho de 4 anos e a minha menina sentada no carrinho de bebê.

Houve um instante em que os cachorrinhos que moram conosco fugiram e eu fui buscá-los. Pedi a secretária para olhar as crianças, até perceber que o meu filho de 4 anos estava atrás de mim e vinha por atravessar a rua, quando eu gritei:

“Não saia da calçada, não saia da calçada”.

Virei para pegar o cachorro e neste minuto ouvi os gritos do meu filho:

“Mãeeeee….”

Ele estava sendo arrastado por uma bicicleta cargueiro, por uma quadra. Ao atravessar a rua, uma bicicleta cargueiro vinha sem freio! O pé do meu filho prendeu na roda da bicicleta e o arrastou, causando sérios danos.

Eu corria atrás de meu filho a gritar:

Deuuusssss… O meu filho não. O meu filho o Senhor não leva!”.

E clamava por misericórdia e gritava meu amor: “O Senhor sabe o quanto eu te amo, salva meu filho!”.

Um vizinho idoso segurou a bicicleta dirigida por dois adolescentes. Eu peguei o meu filho do chão, quase desmaiado, todo rasgado com o pé esquerdo pendurado, dividido na vertical. Elevei-o ao alto, mostrei meu filho para Deus e gritei:

Salva o meu filho. Por favor!”.

O vizinho tomou o meu filho dos meus braços e fui pegar o carro para levá-lo para o hospital. Em prantos, falando alto, ouvi os vizinhos gritarem: “Vem, entra no carro”. Uma viatura passava pelo local e nos ajudou a salvá-lo.

No caminho fui falando com o meu filho, para não deixar que ele fechasse os olhos, pois ele dizia que queria dormir:

“Filho, teu nome é Pedro, tu és rocha, tu és forte filho, tu és pedra.

Filho tu te chamas Gabriel, mensageiro de Deus.

Você vai vencer, porque Deus te batizou “Forte Homem de Deus”.

Cantava músicas para ele: “Passou, passou… porque mamãe esta aqui com o neném!”.

Fui transformando todo o acontecimento como uma estória de animação: “Eles são policiais, são os seus heróis, estão ultrapassando todas as barreiras para salvar você…”.

Minha tia chegou ao hospital com o Salmo 17 e disse que eu havia vivido-o como um todo.

“Eu vos amo, ó Senhor! Sois minha força, minha rocha, meu refúgio e salvador! Ó meu Deus, sois o rochedo que me abriga, minha força e poderosa salvação, sois meu escudo e proteção: em vós espero! Invocarei o meu Senhor: a ele a glória!

E dos meus perseguidores serei salvo! Ondas da morte me envolveram totalmente e as torrentes da maldade me aterraram; os laços do abismo me amarraram e a própria morte me prendeu em suas redes. Ao Senhor eu invoquei na minha angústia e elevei o meu clamor para o meu Deus; de seu templo ele escutou a minha voz, e chegou a seus ouvidos o meu grito”.

Nosso filho chegou ao hospital entre a vida e a morte, correndo risco de amputar o pé.

Nós pais, não saímos de perto dele um segundo.

Ele se encheu da força de Deus e enfrentou cada curativo como um guerreiro. Foi elogiado pela sua força e coragem.

Numa das noites pude estar entre o sonho e a realidade quando vi as mãos de Jesus no pé do meu filho. Prostrei-me e beijei os pés de meu amado Pai, em agradecimento. Neste momento o meu esposo dormia.

Pedro sobreviveu.

Foi curado completamente.

Disseram que ele andaria depois de um ano. Ele andou em 40 dias.

Obrigada Senhor pelo Milagre!

Nesta vivência, afirmo a vocês que devemos estarmos prontos na fé para o que vier, pois não sabemos a hora da bonança ou da tragédia.

A Fortaleza esta dentro de nós, em algum lugar fazendo morada.

É preciso afirmar sua identidade como ser transformado para transformar.

Quem tem foco se fortalece, não cansa. Não há barreiras e nem pedras que sejam justificativas para seu fracasso.

Se há esperança, siga sem temer e aguarde a vitória.

Minha mãe, em uma das noites de minhas angústias, pediu-me: “Filha, vai dormir!”. Eu respondi: “Mãe, Deus não dorme, eu não durmo, só descanso um pouco. Meu filho será curado! Creio!”.

E você, tem treinado para ter foco?

Quando desistiu do que mais queria?

Quando quer recomeçar a sua luta?

O que tem feito para que isto se realize?

O sol nasceu mais uma vez para você hoje!

Não procrastine.

O amanhã não existe!

Adriana Kally – Filósofa, Coach Professional and Personal, Palestrante.

 

Comments

comments