É hora do Arraiá

464

Para os brasileiros, especialmente para os nordestinos, o mês de junho é sinônimo de festas, de comidas típicas deliciosas, diga-se de passagem, e muita diversão. Os tons vibrantes das bandeirolas dão vida aos espaços e os grupos de amigos e familiares já começam a falar dos famosos e tradicionais arraiás.
Quem planeja e organiza um arraiá, ou uma festa junina, sabe bem como deve preparar este momento, que é garantia de muita dança, folia, comida e animação. Mas para quem nunca fez nada semelhante ou parecido, deve estar neste momento com a cabeça a mil, não é mesmo?!

festa-infantil-junina-3
Mas nada para se desesperar ou entrar em pânico. Como em toda festa, a dica primordial para um bom evento é planejamento. Começamos pela data. É importante definir uma data acessível, que ao menos, parte do pessoal, possa comparecer. Após a escolha da data, os organizadores devem definir o local e o horário que deve iniciar o arraiá. Com data, o horário e o local definidos, partiremos para o nome da festa, é claro! Todo arraiá tem um nome e, na maioria das vezes, um nome divertido e super fácil de pronunciar.
Feito o convite e após a divulgação do evento, é partir para os detalhes. Decoração, som, banda, comidas e animação. Para a decoração não existe muito segredo. Tecido de chita, bandeirinhas, fogueira, celofane, madeira, palha, tudo que remete ao estilo caipira pode ser usado para aprimorar o evento. Basta posicionar tudo de maneira harmônica. Pode-se usar uma mesa de madeira para encha-la com os doces caseiros de compota, pipoca, pés de moleque. Em outra mesa, coloca-se as comidas. É interessante os pratos prontos, com uma mesa posta, para os convidados ficarem a vontade para se servir. Afinal, a festa não tem hora para acabar. Então, quanto mais farta, melhor!
Outra opção é montar barraquinhas e dividir as comidas doces e salgadas. Uma parte fica em uma barraca salgada e as comidas doces em outra. Um detalhe importante! Calcule a quantidade de comida mediante a lista de convidados. Sabemos que em evento sempre é melhor sobrar do que faltar, não é mesmo?

festa-infantil-junina-29
Lembrando que as comidas são variadas e podem ser divididas entra todos que participarão. É importante ressaltar a contribuição. É um custo muito alto. Entre as comidas salgadas, um arroz Maria Isabel, Paçoca, Churrasco com um abacaxi bem docinho fazem o complemento dos itens salgados. Já a parte doce pode-se investir em cocadas, o famoso mingau de milho, bolos doces de paçoquinha, bolo de macaxeira, pamonha, canjica, arroz doce cremoso, entre inúmeros outros e é impossível não salivar. Só de pensar, é puro desejo!
O mesmo serve também para as bebidas, um levantamento do que pode ser servido e do que todos costumam consumir.
E festa que é festa tem que ter música. Ainda mais festa junina, tem que ter o arrasta-pé! Com uma caixa de som de qualidade, um pen divre com as músicas clássicas do São João anima a noite toda e não deixa ninguém parado. No entanto, sabemos bem o que uma banda de pé de serra pode simplesmente fazer toda a diferença. Nessa época do ano, muitas bandas de forró se reúnem para fazer festas particulares a preços bem bacanas. Basta juntar a turma toda que o valor fica super em conta. Isso é viável!
E por fim, cada família, amigo ou quem for participar levar seus fogos, seus traques e bombinhas! Todos se juntam ao redor da fogueira para curtir e dançar muito no salão! E viva São João!

Gostou das dicas? Deixe nos comentários suas dúvidas e sugestões!

sem-titulo-1-min

Comments

comments